Nacional

Arara em extinção é devolvida ao Brasil após ser contrabandeada para a Argentina
05 de abril de 2017 - 19h13
A arara-azul-de-lear vive na caatinga, na região do Raso da Catarina, nordeste da Bahia. Foram catalogadas 1.358 aves dessa espécie na natureza brasileira

Um macho de arara-azul-de-lear, espécie ameaçada de extinção, foi devolvido ao Brasil após ser contrabandeado para a Argentina. A ave chegou ao país às 10h desta quarta-feira  (5), pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, e passará por quarentena em São Paulo antes de ser levada para um criadouro científico em Minas Gerais.

Segundo o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em São Paulo, Murilo Reple Penteado Rocha, a arara foi encontrada pelas autoridades argentinas com um comerciante ilegal em 2007. Após ser apreendida, a ave ficou em um zoológico em Buenos Aires até o final do julgamento do crime ambiental pela Justiça argentina.

Rocha explica que essa arara não poderá ser devolvida à natureza, mas servirá para reprodução. “Existe um programa no Ministério do Meio Ambiente para a conservação da espécie. A vida de um exemplar é importante porque a ideia é aumentar a população [de arara-azul-de-lear]”.

A arara-azul-de-lear vive na caatinga, na região do Raso da Catarina, nordeste da Bahia. Foram catalogadas 1.358 aves dessa espécie na natureza brasileira. O tempo de vida estimado é 50 anos. Suas principais ameaças são destruição do habitat, da palmeira licuri, que serve de alimento, e o tráfico de animais silvestres.

O acordo entre Brasil e Argentina foi possível, pois os países são signatários da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Flora e da Fauna Selvagens Ameaçadas de Extinção, que controla o comércio de fauna e flora silvestres.

Agência Brasil

Entre em contato conosco através do e-mail contato@localpress.com.br
Boletim    Receba nossos boletins
O uso, reproduçãoo e distribuiçãoo desses conteúdos por outras partes devem ser solicitados e aprovados previamente pela detentora dos direitos.

© Copyright 2017. Todos os direitos reservados - Local Press